26 fevereiro 2021

O chefe das PACAF pede que os E-7s substituam os antigos E-3 AWACS

E-7 Wedgetail

O chefe das Forças Aéreas do Pacífico (PACAF) da USAF está pedindo novas aeronaves em seu teatro para atender à necessidade de superioridade aérea, incluindo uma substituição rápida de curto prazo para velhas aeronaves de controle e alerta aerotransportado e, no futuro, o caça de próxima geração da Força.

O chefe das PACAF, general Kenneth S. Wilsbach, disse a repórteres durante o Simpósio de Guerra Aeroespacial virtual da Associação da Força Aérea que está defendendo que a USAF adquira rapidamente a aeronave de controle e alerta aerotransportado E-7 Wedgetail, derivada do Boeing 737 já em uso pela Austrália e Coreia do Sul para substituir os velhos E-3 Sentrys que têm dificuldade para se manter no ar.

“O fato é que realmente precisamos de algo relativamente rápido por causa da confiabilidade do E-3”, disse Wilsbach. “Está cada vez mais difícil voar com eles.”

E-3 Sentry

O E-3 AWACS da USAF é baseado no antigo Boeing 707. Houve atualizações recentes e espera-se que a frota voe até 2030, embora Wilsbach tenha dito “é um desafio no momento devido à sua idade”.

No Pacífico, as PACAF terão a tarefa de lutar em áreas de negação de área anti-acesso montadas por adversários, o que exigiria a destruição de mísseis terra-ar e a retirada da capacidade ar-ar de um inimigo. O E-7 modernizado ajudaria com a percepção do domínio, e então as PACAF precisariam de um caça avançado para completar as missões.

Para esse fim, Wilsbach disse que está defendendo a futura plataforma Next Generation Air Dominance (NGAD) da USAF e suas armas avançadas “para que possamos permanecer relevantes enquanto nossos adversários continuam avançando”.

“A superioridade aérea é fundamental para a maioria das outras coisas que gostaríamos de poder fazer em nosso teatro”, disse ele. “Porque se você não tem superioridade aérea, quase tudo o que você deseja fazer está realmente em risco.”

FONTE: Air Force Magazine, via Poder Aéreo

Nenhum comentário:

Postar um comentário