Caças para a Argentina: KAI não recebeu notificação até o momento


A Korea Aerospace Industries (KAI) ainda não recebeu a notícia de que o seu FA-50 foi selecionado em um requerimento argentino para caças leves.

Uma pessoa familiarizada com o requisito disse que nenhuma confirmação foi recebida e que o acordo, se concluído, cobriria oito aeronaves.

Recentes relatos da mídia sugerem que o FA-50 foi selecionado, mas o número do requerimento é de 10 aeronaves.

Entende-se que o Leonardo M-346FA também está na disputa para substituir a frota de jatos McDonnell Douglas A-4AR Fightinghawk.

Se o FA-50 ganhasse o acordo, marcaria a primeira venda do tipo no Hemisfério Ocidental. Embora o T-50, no qual o FA-50 se baseia, tenha perdido a concorrência TX para substituir o Northrop T-38 da Força Aérea dos EUA, ele teve um notável sucesso de exportação e clientes no exterior incluem Indonésia, Iraque, Filipinas e Tailândia. A Força Aérea da República da Coreia também tem 145 exemplares.

Das 200 T-50 e variantes em serviço globalmente, 122 são usadas como formadores de pilotos de jatos avançados, 72 como jatos de ataque ao solo e seis para trabalhos experimentais de pesquisa.

Todos os membros da família T-50 são movidos pelo motor General Electric F404. O site da KAI indica que o FA-50 pode transportar uma variedade de munições guiadas com precisão.

FONTE: Flightglobal via Poder Aéreo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

Primeiro caça Gripen da FAB já está a caminho do Brasil

Primeiro Gripen E da Força Aérea Brasileira – Foto: Saab O primeiro caça F-39 Gripen E brasileiro já deixou a Suécia a bordo de um navio mer...