Publicidade

24 fevereiro 2023

Alemanha retalia o Brasil e impede venda de blindados Guarani para as Filipinas

O embargo alemão seria resposta à recusa do governo brasileiro em fornecer munição para tanques Leopard 1A5 à Ucrânia


Demonstração anfíbia de um Guarani 6x6 para a delegação filipina no Brasil. Foto: EB

Por Roberto Caiafa*

O Escritório Federal de Assuntos Econômicos e Controle de Exportação da Alemanha (BAFA) impediu a venda de 28 veículos blindados Guarani 6x6 do Brasil para as Filipinas. A decisão alemã seria resposta à recusa do governo brasileiro e de sua diplomacia em fornecer equipamentos militares e munições para carros de combate Leopard 1A5 e veículos antiaéreos Gepard 1A2 à Ucrânia, como haviam solicitado a Berlim.

O embargo alemão aos veículos brasileiros, fabricados pela Iveco Defense Vehicles (IDV) em sua fábrica em Sete Lagoas, possuem sistemas e peças de origem alemã sujeitas a controles de exportação, como a transmissão ZF. Cinco unidades destinadas a este cliente já estavam na IDV esperando para serem entregues ao comprador quando ocorreu o embargo.

Um dos Guarani com destino às Filipinas na pista de testes do IDV em Sete Lagoas. Foto: IDV

O contrato com as Filipinas

A operação comercial com as Filipinas foi intermediada pelo governo de Israel e pela empresa Elbit Systems, no final de 2020, e o contrato está avaliado em 46 milhões de dólares. Todas as 28 unidades deveriam ser equipadas com torres Elbit e vários subsistemas, incluindo estabilização de torres e sistemas de acionamento elétrico, sistemas de controle de fogo, sistemas de gerenciamento de batalha Torch-X, sistemas de rádio definidos por software E-LynX, alvos integrados para o artilheiro e comandante, bem como sistemas de suporte de vida.

Não é a primeira vez que o protecionismo alemão interfere nos negócios brasileiros do setor de defesa. Há alguns anos, a Avibras Aeroespacial e Defesa foi obrigada a adotar o moderno chassi tubular Tatra com longarina central, de origem tcheca, depois que o próprio BAFA proibiu o uso do chassi e motor Mercedes-Benz como plataforma sobre rodas para o Sistema Astros.

Os cinco primeiros veículos destinados às Filipinas podem ser vistos nesta foto de 2022, na fábrica da IDV no Brasil. Foto: IDV


*Sobre o Autor: Roberto Caiafa
Jornalista especializado em Defesa e Aviação e fotógrafo profissional. Correspondente do Infodefensa.com no Brasil.


Nota do Defesa Brasil Notícias: Matéria reproduzida com autorização do autor. Proibida a reprodução.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Notícias recomendadas