Publicidade

11 outubro 2022

NApOc “Ary Rongel” e NPo “Almirante Maximiano” iniciam a 41ª Operação Antártica

Navio de Apoio Oceanográfico “Ary Rongel” inicia a 41ª OPERANTAR

No dia 9 de outubro, partiram rumo à Antártica o Navio de Apoio Oceanográfico (NApOc) “Ary Rongel” e o Navio Polar (NPo) “Almirante Maximiano”, dando início à 41ª Operação Antártica (OPERANTAR XLI). Durante os seis meses de expedição, ambos os meios serão empregados tanto no apoio à realização de pesquisas científicas no continente gelado, como também nos levantamentos hidrográficos em proveito do Plano de Trabalho de Hidrografia 2020-2023, da Diretoria de Hidrografia e Navegação.

Além dos militares que compõem as tripulações de bordo, 130 pesquisadores, representando 12 instituições e 23 diferentes projetos de pesquisa, farão parte da comissão. Assim, será dada continuidade ao retorno do pleno uso dos laboratórios da nova Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF) e das investigações in loco, já iniciadas no verão antártico da OPERANTAR XL.

Navio Polar “Almirante Maximiano” demanda a saída da Baía de Guanabara

Na tradicional cerimônia de desatracação dos navios, realizada no cais da Base Naval da Ilha das Cobras, as tripulações despediram-se de familiares e amigos presentes, com a expectativa do retorno ao Rio de Janeiro para o mês de abril de 2023. Até lá, os militares e pesquisadores cumprirão a missão de garantir a produção científica e a presença do Brasil no continente austral.

Para mais informações acerca da OPERANTAR XLI, acesse a matéria publicada pela Agência Marinha de Notícias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário