Publicidade

12 outubro 2022

Em sua primeira missão operacional, KC-30 transporta tropa para o Chile

Maior avião da história da FAB leva militares para participar do Exercício Multinacional Salitre IV, que acontece de 10 a 21 de outubro, em Antofagasta, no Chile



De Antofagasta (Chile), Tenente Flávia Rocha / CECOMSAER

Na sua primeira missão de transporte de militares para participação em atividade operacional, o KC-30, maior avião da história da Força Aérea Brasileira (FAB), realizou a mobilização de 59 passageiros e 18 toneladas de carga do Rio de Janeiro (RJ) à Base Aérea Cerro Moreno, em Antofagasta, no norte do Chile, onde acontece, de 10 a 21 de outubro, a quarta edição do Exercício Aéreo Multinacional Combinado Salitre.

Enfrentando um tempo adverso e ventos fortes, o voo de batismo teve quatro horas de duração e ocorreu na manhã desse sábado (08/10), atravessando parte da vasta cadeia montanhosa da Cordilheira dos Andes até a região do Atacama, deserto mais seco do mundo.


O Comandante do Segundo Esquadrão do Segundo Grupo de Transporte (2º/2º GT) – Esquadrão Corsário, Tenente-Coronel Aviador Marcos Fassarella Olivieri, informou que o KC-30 já vem cumprindo missões internacionais desde a sua incorporação à FAB em julho deste ano. “Já realizamos voos para cidades como Washington, Madrid e Lisboa, mas essa foi a primeira missão operacional, o que demonstra a retomada do transporte estratégico na Força Aérea Brasileira”, frisou.

O Capitão Aviador Lucas Braga, piloto do 2º/2º GT, explicou que o voo foi especialmente preparado para enfrentar as especificidades geográficas da região. "A rota que fizemos demanda bastante planejamento, principalmente na questão meteorológica. A Cordilheira dos Andes é uma das maiores cadeias montanhosas do mundo, e a grande elevação provoca certas condições de turbulência por conta dos intensos ventos. Então, verificamos se esse tipo de vento e essas condições não iriam afetar a segurança do voo", destacou.

Reabastecimento em voo



Logo após o voo do KC-30, seis caças F-5M e um KC-390 Millennium voaram da Base Aérea de Canoas, no Rio Grande do Sul, até Antofagasta. O KC-390 fez o reabastecimento em voo das aeronaves de caça, transferindo 14 toneladas de combustível, permitindo que as aeronaves recebedoras permanecessem em missão por mais tempo, estendendo sua autonomia e alcance. O KC-390 consegue transferir até 25 toneladas de combustível para outras aeronaves, com uma razão mínima de, aproximadamente, 360 quilos por minuto.

Exercício Salitre IV


Em Antofagasta, a FAB participa, do Exercício Salitre IV, treinamento de combate aéreo promovido pela Força Aérea Chilena (FACh), que inclui a participação de recursos aéreos e humanos das Forças Aéreas da Argentina, Brasil e Chile, uma célula da Força Espacial dos Estados Unidos, além de observadores do Canadá, Peru, México e Uruguai, para a atuação conjunta no padrão OTAN (Organização do Tratado do Atlântico Norte).


Esta é a quarta vez que a FAB atua no Exercício, cuja última versão foi realizada há oito anos, em 2014. Nesta edição, a delegação brasileira é formada por 75 militares e conta com a participação de sete aeronaves da FAB, pertencentes ao Primeiro Grupo de Aviação de Caça (1°GAVCA) – Esquadrões Jambock e Pif-Paf; ao Primeiro Esquadrão do Décimo Quarto Grupo de Aviação (1º/14º GAV) – Esquadrão Pampa; ao Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT) – Esquadrão Zeus; e ao Primeiro Esquadrão do Primeiro Grupo de Transporte (1º/1º GT) – Esquadrão Gordo.

Ao todo, da FAB são seis caças F-5M, um KC-390 Millennium, além do KC-30, que fez a mobilização até o Chile e fará a desmobilização da delegação brasileira no regresso ao País.

KC-30 da FAB



Com a aquisição do primeiro Airbus A330-200, que foi incorporado com a matrícula FAB 2901 e será convertido em Multi Role Tanker Transport, o MRTT, a FAB aumenta sua capacidade em ações estratégicas, como reabastecimento em voo, apoio logístico e ações humanitárias, sejam elas nacionais ou internacionais. Em situações de calamidade pública, como desastres naturais, pandemias ou emergências médicas, a aeronave também poderá realizar Missões de Evacuação Aeromédica (EVAM) para um grande número de pacientes.

Duas aeronaves Airbus A330-200 foram adquiridas em processo licitatório, vencido pela empresa Azul Linhas Aéreas, e atuarão com as matrículas FAB 2901 e FAB 2902. A chegada da segunda unidade do Airbus A330-200 deve ocorrer ainda em outubro.

O KC-30, com 59 metros de comprimento, é a maior aeronave já operada pela Força Aérea Brasileira, podendo transportar até 238 passageiros, 45 toneladas de cargas e voar uma distância de 14,5 mil quilômetros. Assim, a incorporação da aeronave ao Esquadrão Corsário resultará em um significativo incremento na eficiência operacional da FAB em prol da defesa do país e do apoio ao desenvolvimento nacional.

Fotos: FACh; Major Oliveira/1º/1ºGT, Capitão Oliveira / 1º/14 GAV e Suboficial Joelson Nery / CECOMSAER
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Flávia Rocha
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Oliveira Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário