Publicidade

12 setembro 2022

Exército inicia a desativação do EE-11 Urutu

VBTP 6x6 EE-11 M2 Urutu do 16º R C Mec em 2008 (Foto de Hélio Higuchi)

Por Paulo Roberto Bastos Jr.

De acordo com a portaria nº 851-EME/C Ex, de 01 de setembro de 2022, e publicada hoje (9) no Boletim do Exército (nº 36/2022), o Exército Brasileiro (EB) decide desativar, a partir do dia 1º de outubro próximo, 129 viaturas blindadas de transporte de pessoal (VBTP) 6X6 EE-11 Urutu M2, da extinta ENGESA, de um total de 134 em carga.

Esta desativação, que está sendo gerenciada por um grupo de trabalho criado especificamente para este fim, ocorre em decorrência dos processos de modernização de Força Blindada e de sua substituição por VBTP 6X6 Guarani, mais moderna, a partir de decisão tomada na 3ª Reunião Decisória, realizada em março de 2017.

As cinco viaturas que continuarão em atividades são três da versão ambulância, pertencentes ao 10º Batalhão Logístico (10º B Log), de Alegrete (RS); 15º Regimento de Cavalaria Mecanizado-Escola (15º R C Mec-Es), do Rio de Janeiro (RJ); e 16º Batalhão Logístico (16º B Log), de Brasília (DF); e as duas restantes foram recentemente modernizadas pela empresa Columbus no Arsenal de Guerra de São Paulo e pertencentes ao 16º B Log e ao 13º Regimento de Cavalaria Mecanizada (13º RC Mec), de Pirassununga (SP), sendo esta ultima convertida para versão de garantia da Lei e da ordem (GLO).

O destino de parte destas viaturas será integrar órgãos de segurança pública brasileiros e exércitos de países amigos.

VBE-Amb Urutu entregues pelo AGSP em 2016 (Foto: EB)

Nenhum comentário:

Postar um comentário