Publicidade

20 junho 2022

INNOSPACE assina acordo tecnológico com o país para ensaios de voo

O lançamento do primeiro veículo lançador de teste civil, o "HANBIT-TLV", está planejado para o quarto trimestre de 2022


HANBIT-TLV (Foto: Innospace)
A INNOSPACE, uma startup espacial sul-coreana fabricante de pequenos veículos de lançamento, assinou um acordo com o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) para lançar o SISNAV, um projeto de sistema de navegação inercial apoiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) e pela Agência Espacial Brasileira (AEB).

“O Espaçoporto de Alcântara possui condições para abrigar diversas atividades relacionadas à atividade espacial, que vão além da colocação de satélites em órbita da Terra. Nesse caso, temos a situação exemplar em que serão testados tanto um veículo como um sistema inercial, ambos em desenvolvimento. Temos certeza que essa iniciativa do DCTA e da INNOSPACE inaugurará um novo capítulo em nossa história de acesso ao espaço”, disse o presidente da AEB, Carlos Moura.

Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) (Foto: Divulgação)

Atualmente, a INNOSPACE está desenvolvendo o HANBIT, um pequeno lançador de satélites movido por motor de foguetes híbridos. O primeiro voo de teste do HANBIT-TLV está programado para o quarto trimestre de 2022, no Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), localizado em Alcântara (MA). O CLA é um local de lançamento equatorial. Além disso, será o primeiro voo de teste suborbital a validar o motor do primeiro estágio do HANBIT-Nano, que é um pequeno lançador de satélite de 2 estágios capaz de carregar uma carga útil de 50kg.

Com esse acordo, a INNOSPACE espera ser capaz de verificar a capacidade de desempenho do veículo de lançamento e obter reconhecimento no setor aeroespacial, ao lançar a carga útil no voo de teste. O HANBIT-TLV é um foguete híbrido de 15 toneladas, de impulso de um único estágio, com altura de 16,3m, 1 metro de diâmetro e peso de 9,2 toneladas.

SISNAV (Foto: FAB / IAE)

O HANBIT-TLV levará a bordo a carga útil SISNAV, um sistema de navegação inercial que está sendo desenvolvido pelo DCTA e outras instituições. Eles verificarão se o SISNAV funciona bem em ambientes específicos, como de vibração, choque e alta temperatura, que ocorrem em todo o processo, desde a decolagem e durante o voo transatmosférico.

“Esse acordo é significativo, porque a INNOSPACE e o DCTA estão comprometidos com o desenvolvimento técnico e operacional mútuo, e uma parceria contínua. Esperamos que a INNOSPACE entre no mercado de serviços de lançamento de pequenos satélites, com um primeiro teste de lançamento bem-sucedido do HANBIT-TLV, no quarto trimestre, no Brasil”, disse Soo Jong Kim, CEO da INNOSPACE.

Os motores de foguete híbridos diferenciados da INNOSPACE, para fabricação mais rápida e acesso de baixo custo ao espaço, têm um design estável, não tóxico e não explosivo, que usa propulsores à base de oxigênio líquido e parafina, e seu sistema patenteado de alimentação por bomba elétrica.

(Vídeo: Innospace)

Sobre a INNOSPACE

A INNOSPACE é uma startup espacial sul-coreana para a fabricação de pequenos lançadores de satélites e serviços de engenharia aeroespacial. A empresa está desenvolvendo lançadores de pequenos satélites híbridos movidos a foguetes (HANBIT), para fornecer serviços de lançamento que sejam confiáveis, de baixa latência e baixo custo, no mercado atual de pequenos satélites, que se encontra em rápida expansão. Para mais informações, por favor, visite: www.innospc.com.


Sobre o DCTA

O DCTA é uma organização científica e tecnológica da Força Aérea Brasileira (FAB) responsável por planejar, gerenciar, executar e controlar atividades relacionadas à ciência, tecnologia e inovação, no âmbito militar. https://www.dcta.mil.br/.


FONTE: Agência Espacial Brasileira

Nenhum comentário:

Postar um comentário