Publicidade

05 maio 2022

PMERJ recebe sete novos blindados visando substituir sua antiga frota

Até o final do primeiro trimestre, serão entregues mais oito novos blindados. Ao longo do segundo semestre, a empresa vencedora da licitação concluirá a entrega de outros 15 restantes


Fabricados pela empresa Combat, cada blindado custou R$ 652,5 mil - Foto: CComSoc/SEPM

Rio – A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (PMERJ) recebeu, nesta segunda-feira (2), no quartel do Comando de Operações Especiais (COE), em Ramos, o primeiro lote de sete blindados das 30 unidades adquiridas pela corporação. Os veículos que vão recompor a frota da PMERJ são equipados com câmeras de segurança de última geração, mais compactos e mais ágeis.

De acordo com a PMERJ, serão entregues mais oito novos blindados até o final do primeiro semestre. Ao longo do segundo semestre, a empresa vencedora da licitação concluirá a entrega de outros 15 restantes, conforme previsto no contrato. O processo de substituição da frota, que já está bastante desgastada pelo tempo de uso, vai garantir uma maior segurança aos policiais militares.

"Esses novos blindados representam um grande avanço para nossa corporação. O projeto foi desenvolvido para atender as nossas demandas. O primeiro protótipo passou por ajustes e a partir daí foi iniciada a produção em série. É um equipamento de grande importância para a segurança da nossa tropa" explica o secretário de Estado de Polícia Militar, coronel Luiz Henrique Marinho Pires.


Estes primeiros blindados entrarão em operação em sete batalhões: 3º BPM (Méier), 7º BPM (São Gonçalo), 9º BPM (Rocha Miranda), 14º BPM (Bangu), 15 º BPM (Caxias), 16º BPM (Olaria) e 24º BPM (Queimados).

Vantagens na aquisição


Os novos blindados foram projetados para operar em áreas mais complicadas, em vias estreitas e acidentadas, oferecendo maior segurança e funcionalidade para a tropa. Segundo a corporação, os veículos foram testados para receber os ajustes necessários, especialmente na área de configuração interna.

Com blindagem nível 3, capaz de suportar tiros de fuzil, pneus com gel, o modelo foi projetado para transportar dez policiais militares distribuídos em posições estratégicas no interior do veículo.


Fabricados pela empresa Combat Armor Defense, cada blindado custou R$ 652,5 mil. O contrato de compra estabelecido entre a PMERJ e a fabricante assegurou a entrega de 30 veículos ao longo deste ano. Essa aquisição representou um investimento do governo estadual perto de R$ 20 milhões.

A última aquisição de blindado ocorreu em 2013, sob a gestão da então Secretaria de Estado de Segurança (SESEG). Na ocasião, foram adquiridos oito blindados sul-africanos Maverick ao preço unitário com valores da época superior a R$ 800 mil. Ao atualizar a cotação do dólar (ou outros índices, como IGP-M) para os valores atuais, o preço unitário dos veículos seria hoje em torno de R$ 1,5 milhão.

De acordo com o coronel Luiz Henrique, além da diferença substancial do preço (uma economia acima de 100%), a aquisição dos 30 blindados da montadora sediada no Brasil ofereceu vantagens na capacidade operacional dos veículos, projetados para a realidade do Rio de Janeiro, e também na agilidade em relação à reposição de peças.


Vídeos: Combat Armor Defense e TV Brasil
FONTE: Jornal O Dia
Edição: Defesa Brasil Notícias

Um comentário:

  1. O design melhorou, parecem ser mais efetivos mas ainda faltou a tração 4x4. Até os blindados usados pelas unidades de SWAT nos EUA que não enfrentam metade dos desafios que esses blindados da PMERJ enfrentam, tem tração 4x4. Isso deveria ser pré requisito pra qualquer veículo blindado policial.

    ResponderExcluir