Publicidade

17 dezembro 2021

Visita técnica de aprovação do projeto preliminar das fragatas classe ‘Tamandaré’


No período entre 20 de novembro a 2 de dezembro de 2021 ocorreu, nas instalações da Thyssenkrupp Marine Systems GmBH (tkMS) em Hamburgo, na Alemanha, o encontro técnico de avaliação do Projeto Preliminar das Fragatas Classe Tamandaré.

A Emgepron e a Marinha do Brasil se fizeram representar por integrantes da Gerência do PFCT e da Diretoria de Engenharia Naval que assinaram, conjuntamente com representantes da SPE Águas Azuis, em 24 de novembro, a documentação relativa ao atingimento do Marco de Engenharia de Revisão Preliminar do Projeto, nas dependências industriais da tkMS em Kiel, na Alemanha.


Na oportunidade, foi acompanhada também a realização dos testes de cavitação do propulsor no tanque de cavitação do HSVA (Hamburg Ship Model Basin), realizada visita técnica aos departamentos da tkMS para acompanhar o desenvolvimento do projeto detalhado e empreendidas discussões técnicas e gerenciais relacionadas à execução dos trabalhos de detalhamento do Projeto Preliminar, com vistas à consecução do próximo marco crítico do Projeto, a Revisão Crítica do Projeto, prevista para junho de 2022.

O Diretor-Geral de Material da Marinha, Alte. Esq. CUNHA, acompanhado pelos titulares da Diretoria de Engenharia Naval, CAlte (EN) XIMENES e da Diretoria de Gestão de Programas da Marinha, VAlte CALHEIROS, marcaram a presença da Marinha, complementando as atividades com a visita às instalações da Atlas Elektronik GmBH, em Bremen, onde atualmente está sendo desenvolvido o sistema de Controle de Armas (CMS) das Fragatas.

Foi feita também a visita ao navio da classe F-125 na Marinha Alemã, em comissionamento no estaleiro Blohm+Voss, à Corveta da classe K-130, na base naval da Marinha Alemã em Höhe Dune e, em seguimento, foram recebidos na sede do Almirantado Alemão em Rostock, para discussões de caráter técnico e operacional com oficiais do Alto Comando da Marinha Alemã.

Concepção em 3D da Fragata classe Tamandaré

FONTE: Emgepron, via Poder Naval

Nenhum comentário:

Postar um comentário