04 outubro 2021

Fuzis Taurus T4 são aprovados em rigorosos testes do Exército das Filipinas


O Exército das Filipinas acaba de aprovar um grande lote de fuzis modelo T4, calibre 5,56mm, fabricados pela Taurus.

As armas foram aprovadas com sucesso na inspeção de pré-entrega e nos rigorosos testes – incluindo mira e precisão, alcance máximo efetivo, resistência a alta pressão, exposição à poeira, imersão na lama e na água, segurança de queda, intercambiabilidade, resistência e aquecimento, entre outros – conduzidos por uma comitiva do Exército das Filipinas na fábrica da Taurus, em São Leopoldo (RS), de 13 a 24 de setembro.

O procedimento faz parte dos trâmites de aceitação de dois contratos firmados com a instituição que totalizam 12.412 fuzis.

A Taurus venceu também uma licitação posterior do Exército filipino para o fornecimento de mais 1.118 fuzis T4. A nova bateria de testes e entrega desse lote está previsto para acontecer no início de 2022.

Esses são mais dois contratos de uma série de grandes vencidos pela Taurus nos últimos anos com o mercado policial e militar das Filipinas, por meio de concorrência em licitações internacionais envolvendo os maiores fabricantes mundiais. A empresa brasileira forneceu, anteriormente, lotes de pistolas modelo TS9 Striker para a Polícia Nacional Filipina.

“Os testes com o Exército das Filipinas foi uma experiência muito importante para nossos funcionários, pois comprovam a qualidade, confiabilidade e a resistência dos produtos, a certeza que estamos compromissados com a Excelência, e mostram que somos uma empresa brasileira bastante competitiva no mundo. Exportamos nossas armas para mais de 100 países, além dos EUA, que tem o maior e mais exigente mercado mundial de armas, no qual somos a quarta marca mais vendida e a primeira mais importada. A presença internacional da Taurus avança a cada ano e estamos conquistando diversos mercados, em linha com um dos pilares estratégicos da nossa gestão que é a expansão das vendas externas”, afirma o CEO Global da Taurus, Salesio Nuhs.

Nenhum comentário:

Postar um comentário