01 abril 2021

Reabastecimento em voo de dois KC-390 Millennium é certificado pelo DCTA

Os aviões realizaram testes de reabastecimento em voo (REVO), em Gavião Peixoto (SP), no dia 26 de março



O projeto KC-390 Millennium deu mais um salto importante no desenvolvimento e certificação das suas capacidades operacionais. No dia 26 de março, em Gavião Peixoto (SP), foram realizados testes de reabastecimento em voo (REVO), utilizando duas aeronaves KC-390. A aeronave que recebeu o combustível foi certificada para realizar a operação de reabastecimento em voo de outra aeronave KC-390 que fez parte do voo.

Após intenso desenvolvimento das leis de controle (fly-by-wire) e da verificação das funcionalidades do sistema de combustível, pilotos e engenheiros de ensaio do Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo (IPEV), Organização Militar subordinada ao Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA), realizaram o voo de certificação. O objetivo foi verificar a versatilidade da aeronave em realizar o processo de reabastecimento em voo, ou seja, desde o seu posicionamento em relação ao avião reabastecedor até o acoplamento da mangueira para realizar a transferência de combustível. Todas as atividades foram supervisionadas por engenheiros do Instituto de Fomento e Coordenação Industrial (IFI), responsável pelo processo de certificação.


Antes do voo de certificação a equipagem de ensaio, composta por pilotos e engenheiros, executou voos no simulador de engenharia da Embraer, a fim de ter contato com as soluções implementadas na aeronave. Uma lei de controle, (comportamento que a aeronave tem baseado nos comandos de voo operado pelo piloto) foi desenvolvida especificamente para a função da aeronave recebedora. “As verificações em simulador foram importantes para o entendimento da proposta da empresa e para o comportamento das características de voo da aeronave com a lei desenvolvida”, disse o Major Aviador André Marques Peixoto, piloto de ensaio do IPEV.

Após os ensaios no simulador foi feito um voo para a adaptação dos tripulantes da FAB, que envolveu reabastecimentos dentro da velocidade e altitude propostas para serem utilizadas operacionalmente em missões de REVO. Em seguida, foi a vez do voo de certificação, com a transferência de combustível nas condições mais críticas encontradas, o que permitiu a verificação da aeronave em condições menos favoráveis.


“O voo de certificação do par KC-390 é um marco importante no projeto. As características de pilotagem da aeronave com a lei desenvolvida ficaram bem adequadas e intuitivas ao piloto, permitindo uma pilotagem precisa, o que aumenta as chances de sucesso na missão de REVO, que por si só já tem dificuldades operacionais relacionadas à natureza da missão com uma aeronave do porte do KC-390”, complementa o Diretor do IPEV e piloto de ensaio que participou do voo de certificação, Coronel Aviador Marcelo Zampier Bussmann.

Ao término do processo as aeronaves operacionais receberão modificações para utilizarem as funcionalidades de REVO, o que permitirá que o Primeiro Grupo de Transporte de Tropa (1º GTT) - Esquadrão Zeus, que já opera a aeronave, passe a realizar essa ação de Força Aérea, maximizando a capacidade de emprego da aeronave KC-390 Millennium.


Fotos: Embraer / IPEV
Fonte: IPEV
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Capitão Oliveira Lima

Um comentário: