Rússia lança produção em massa de veículos de combate Armata

T-14 Armata

O ministro da Indústria e Comércio da Rússia, Denis Manturov, informou que a produção em massa de tanques e veículos de combate com base na mais recente plataforma de combate Armata, sob um contrato assinado com o Ministério da Defesa da Rússia há vários anos, já está em andamento.

“Sim, o trabalho está em andamento”, disse o ministro, respondendo a uma pergunta sobre se a produção desses veículos blindados havia começado na Rússia.

Os desenvolvedores do tanque russo T-14 Armata mais recente resolveram os problemas com seus motores e termovisores, disse Manturov. “Sim, os problemas dos motores e dos termovisores foram resolvidos. O motor gera os parâmetros e as características técnicas que foram definidas nas especificações de desempenho de projeto”, afirmou ele.

“Quanto aos termovisores, posso dizer com confiança que temos um produto russo totalmente substituído por importação, fabricado pela Shvabe holding”, disse o ministro.

Os testes do Armata com as tropas estão ocorrendo de acordo com o cronograma, disse o ministro.


A família Armata de veículos militares pesados modulares de última geração é composta de um tanque de batalha, um veículo de combate de infantaria, um veículo blindado de transporte de pessoal e alguns outros veículos blindados.

A plataforma Armata é a base do tanque T-14, do veículo pesado de combate de infantaria T-15, do veículo blindado de recuperação T-16, de um veículo blindado pesado de transporte de pessoal, de um veículo de combate de apoio ao tanque e de vários tipos de artilharia autopropulsada.

O vice-ministro da Defesa russo Alexei Krivoruchko anunciou em agosto de 2018 que havia sido assinado um contrato de 132 tanques T-14 e veículos de combate de infantaria T-15, baseados na plataforma de combate Armata.

Ele não especificou, no entanto, quando o documento foi assinado. As entregas de tanques Armata produzidos em série para as tropas russas ainda não começaram. O ministro da Indústria e Comércio, Manturov, disse em abril deste ano que as tropas receberiam os primeiros tanques Armata em 2021.

T-15 Armata

FONTE: TASS, via Forças Terrestres

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

Hungria assina contrato para aquisição de duas aeronaves multimissão KC-390 Millennium

Budapeste, Hungria, 17 de novembro de 2020 - O Governo Húngaro e a Embraer assinaram hoje um contrato para a aquisição de duas aeronaves de...