Exercício de Tiro Antiaéreo em Ambiente de Selva

Primeiro disparo do Míssil Antiaéreo Telecomandado RBS-70 na Amazônia

Manaus - AM –
no período de 11 à 15 de julho de 2020, o 12º GRUPO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA DE SELVA, “Grupo Tenente Juventino da Fonseca”, executou o Exercício de Tiro Antiaéreo em Ambiente de Selva - Operação Felipe Camarão II, executando na ocasião o primeiro disparo do Míssil Telecomandado RBS-70 na Amazônia.

A Operação contou com a presença do Gen Ex THEOPHILO, Comandante Militar da Amazônia, do Gen Ex FERNANDES, Comandante Militar do Sudeste, do Gen Bda RIBEIRO ROCHA, Comandante da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea, Gen Bda Rangel, Chefe do Estado-Maior do Comando Militar da Amazônia, Gen Bda Marcelo, Comandante 2º Grupamento de Engenharia, além de comandantes de Organizações Militares da 1ª Bda AAAe e da Guarnição de Manaus e comitivas.

O exercício de tiro foi um adestramento nível Unidade, com todos os subsistemas da Artilharia Antiaérea do Grupo atuando integrados, e aconteceu na Base de Instrução 06, do Centro de Instrução de Guerra na Selva – CIGS, na cidade de Rio Preto da Eva-AM.

Os disparos dos mísseis foram precedidos de uma breve exposição do material de emprego militar específico de Artilharia Antiaérea pertencentes ao Grupo, e de uma demonstração do emprego de uma Seção de Artilharia Antiaérea de Selva na Defesa Antiaérea de Batalhão de Infantaria de Selva em uma marcha fluvial.

Desta forma, o 12º GRUPO DE ARTILHARIA ANTIAÉREA DE SELVA se consolida como a Unidade de Artilharia Antiaérea do Exército no coração da Amazônia.



Míssil Antiaéreo Telecomandado RBS-70


Míssil Antiaéreo Telecomandado RBS-70

Míssil Antiaéreo IGLA-S

Alvo aéreo

Primeiro disparo do Míssil Antiaéreo Telecomandado RBS-70 na Amazônia


Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

FAB intercepta duas aeronaves suspeitas em operações simultâneas

A Ação, que faz parte da Operação Ostium para coibir ilícitos transfronteiriços, apreendeu mais de uma tonelada de cocaína A-29 Super Tucano...