Marinha dos EUA aceita o destróier USS Zumwalt

DDG 1000 USS Zumwalt

SAN DIEGO – A Marinha dos EUA aceitou a entrega do USS Zumwalt (DDG 1000), o navio líder da próxima geração de combatentes de superfície multimissão da US Navy, em 24 de abril.

Após essa entrega, o navio fará a transição da Ativação de Sistemas de Combate para a próxima fase de testes de desenvolvimento e integração no mar.

Este evento marca um ponto importante na abordagem de entrega dupla para o USS Zumwalt, que alcançou a entrega do Hull Mechanical & Electrical da Bath Iron Works da construtora naval General Dynamics em maio de 2016. A Raytheon Integrated Defense Systems foi a contratada principal da ativação do Sistema de Combate Zumwalt e líder de integração para navios da classe em Bath, Maine e San Diego.

“A entrega é um marco importante para a Marinha, pois o DDG 1000 continua com testes mais avançados no mar do sistema de combate Zumwalt”, disse o capitão Kevin Smith, gerente de Escritório Executivo do Programa de Navios DDG 1000. “A equipe de teste de combate, composta pelos navegadores do DDG 1000, engenheiros da Raytheon e pessoal de atividades da Marinha, trabalhou diligentemente para preparar o USS Zumwalt para testes mais complexos e multimissão no mar. Estou animado para começar a demonstrar o desempenho deste navio incrível.”


Com a entrega, USS Zumwalt se junta à força de batalha da Frota do Pacífico dos EUA e permanece designado para o Surface Development Squadron One. Além dos testes no mar do sistema de combate Zumwalt, o DDG 1000 também funcionará como um facilitador essencial na aceleração de novos recursos de combate e no rápido desenvolvimento e validação de táticas, técnicas e procedimentos operacionais.

O design “tumblehome” penetrante do navio de 610 pés (186 metros) fornece uma ampla variedade de avanços. Empregando um IPS (Integrated Power System) inovador e altamente resistente, o DDG 1000 tem a capacidade de distribuir 1000 volts de corrente contínua por toda a embarcação, permitindo maior capacidade de energia para vários requisitos operacionais. Além disso, o formato da superestrutura e o arranjo de suas antenas reduzem significativamente a seção transversal do radar, tornando o navio menos visível aos radares inimigos.

“Todos os dias o navio está no mar, os oficiais e a tripulação aprendem mais sobre sua capacidade e podem informar imediatamente o desenvolvimento contínuo de táticas, técnicas e procedimentos para não apenas integrar o Zumwalt à frota, mas também para melhorar o entendimento das operações da Marinha com um destruidor furtivo”, observou o capitão Andrew Carlson, o comandante do USS Zumwalt. “Depois de navegar mais de 15.000 milhas e 100 dias no mar em 2019, estamos absolutamente ansiosos por testes e validação no mar mais agressivos dos sistemas de combate, levando à conquista da capacidade operacional inicial”.

DDG 1000 USS Zumwalt visto ao lado de seu navio irmão USS Mansoor

O USS Zumwalt é o primeiro navio dos destróieres da classe Zumwalt. O USS Michael Monsoor (DDG 1001) tem base em San Diego e seus sistemas de combate estão sendo ativados. O terceiro e último navio da classe, o futuro USS Lyndon B. Johnson (DDG 1002), está em construção no estaleiro da BIW em Bath, Maine.

Como uma das maiores organizações de aquisições do Departamento de Defesa, a PEO Ships é responsável pela execução do desenvolvimento e aquisição de todos os destróieres, navios anfíbios, navios especiais de missão e apoio e embarcações especiais de guerra.

FONTE: US Navy via Poder Naval

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

Embraer entrega primeiro jato E-99 modernizado à FAB

Embraer E-99M Gavião Peixoto – SP, 27 de novembro de 2020 – Em cerimônia realizada nesta sexta-feira na planta da Embraer em Gavião Peixoto...