Publicidade

06 dezembro 2022

Marinha e Embraer assinam acordo de cooperação na área de Tecnologia

Durante a 7ª Mostra BID, em Brasília, as duas instituições definem parceria para estudo e desenvolvimento de Sistemas de Radares com tecnologia nacional



Por Capitão-Tenente (T) Bruno Braga Britto de Oliveira - Brasília, DF

Nesta terça-feira (6), durante a 7ª Mostra BID Brasil, em Brasília, a Marinha do Brasil (MB), por intermédio da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM), e a Embraer avançaram nessa esfera ao assinarem o Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação visando ao estudo e a análises dos Sistemas de Radares e Interferidores de emprego nas operações (Contramedidas Eletrônicas - CME), representando um importante marco estratégico no campo da Defesa e Tecnologia nacionais.

A nacionalização dos equipamentos dos meios navais e de fuzileiros navais é uma das principais tarefas do Setor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Marinha do Brasil. Trabalhar para o desenvolvimento de tecnologias independentes para os produtos de Defesa e cooperar para fortalecer a Base Industrial de Defesa (BID) é uma das prioridades.

“Ambas as instituições possuem reconhecidas competências e projetos nas áreas do acordo e estudarão, de forma colaborativa, soluções nacionais sustentáveis que atendam às respectivas demandas, balizadas pela busca do desenvolvimento em prol da obtenção de conhecimento, bens e serviços científicos, tecnológicos e de inovação, de modo autóctone”, destacou o Almirante de Esquadra Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha.

O acordo entre as duas instituições contribui com o previsto na Estratégia Nacional de Defesa, principalmente no que concerne ao desenvolvimento tecnológico nacional, e tem o objetivo de identificar o grau de maturidade tecnológica e industrial dos sistemas de radares.

O ACT em questão tem o objetivo de analisar, sob os pontos de vista técnico e operacional, os atuais níveis de maturidade tecnológica dos sistemas radares desenvolvidos pelos partícipes, com a finalidade de buscar as suas evoluções e futuras produções de tais equipamentos, que representem o aumento da capacidade operacional da Força Naval com alto conteúdo tecnológico nacional.

O fortalecimento da Base Industrial de Defesa


Os estudos que serão realizados em conjunto, entre a BID e as Instituições Científicas, Tecnológicas (ICT) da MB, analisarão os níveis de desenvolvimento dos Sistemas mencionados, além da possibilidade de suas operações integradas com Sistemas de Combate ou Sistemas de Comando e Controle.

Dessa forma, a iniciativa é considerada estratégica para área de defesa do País, pois representa uma oportunidade de aproveitar o conhecimento já adquirido em projetos anteriores e de contribuir para a prospecção e fomento industrial nacional.

Marinha participa da mostra BID Brasil


A Marinha do Brasil está presente na 7ª edição da Mostra BID Brasil, que é um dos mais importantes eventos do segmento de defesa e segurança do país. O evento é realizado pela ABIMDE (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança), com apoio da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex). Neste ano, a mostra acontece entre 6 e 8 de dezembro, em Brasília (DF).

A cerimônia de abertura ocorreu na manhã desta terça (6) com a presença de autoridades civis e militares.

Saiba mais sobre a 7ª Mostra BID Brasil em https://mostrabidbrasil.com/


Galeria de fotos:





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia também