Publicidade

06 setembro 2022

TÁPIO 2022 realiza missões inéditas nesta quinta edição do Exercício

Os militares participam de simulações como Reabastecimento em Voo, Escolta de Comboio, FARP e RAFE/LAFE



Para esta quinta edição do Exercício Conjunto Tápio 2022, que aconteceu na Base Aérea de Campo Grande (BACG), no Mato Grosso do Sul (MS), a Direção do Exercício (DIREX) trouxe uma série de novidades, como o Reabastecimento em Voo entre a aeronave KC-130 Hércules e os helicópteros H-36 Caracal, a Escolta de Comboio com apoio do Exército Brasileiro (EB), o Ponto Avançado de Reabastecimento e Rearmamento (FARP, do inglês Forward Arming and Refueling Point) e, ainda, a recuperação de uma pessoa por meio de uma Rede de Apoio à Fuga e Evasão/Linha de Apoio à Fuga e Evasão (RAFE/LAFE).

O Co-Diretor da EXCON Tápio 2022, Tenente-Coronel Aviador Ulysses Nepomuceno Guimarães, destaca o incremento das simulações no Exercício, ampliando a operacionalidade dos militares da Força Aérea Brasileira (FAB). “Com o objetivo de sempre evoluir durante as edições do Exercício e proporcionar um treinamento mais complexos e dinâmico para as nossas tripulações, na edição 2022 do EXCON Tápio, buscamos inserir mais quatro missões no cenário”, comenta o Oficial.

REVO: entre KC-130 e H-36



A primeira missão inédita na Tápio foi o Reabastecimento em Voo de aeronaves de asas rotativas. “Essa técnica foi treinada pelos nossos pilotos no início do segundo semestre de 2022, em um Exercício Técnico específico onde treinaram a técnica do Reabastecimento em Voo envolvendo um KC-130, do Esquadrão Gordo, com o H-36 Caracal, dos Esquadrões Falcão e Puma. Agora, no EXCON Tápio, o grande desafio era inserir essa técnica no contexto operacional, exigindo grande coordenação das nossas tripulações para que uma Força-Tarefa de Busca e Salvamento em Combate (CSAR) possa planejar e fazer uso da capacidade de reabastecimento em voo para aumentar a autonomia e o alcance das aeronaves de asas rotativas”, explica.

Escolta de comboio



A segunda missão foi a escolta de comboio. O COMPREP realizou um estudo doutrinário, desenvolvendo as Táticas, Técnicas e Procedimentos (TTPs), fazendo com que, durante o EXCON Tápio 2022, fosse possível a realização da misão. “A escolta de comboio é a realização de um Apoio Aéreo Aproximado em proveito de um comboio de viaturas, o qual estaria transportando materiais ou até militares de um ponto a outro de uma área de operações. Aqui, tivemos o apoio do Exército Brasileiro compondo um comboio de seis viaturas do tipo Marruá e as aeronaves A-29, A-1M e R-99, provendo toda a cobertura e apoio de fogo”, conta o Oficial.

Conforme o Tenente-Coronel Guimarães, a realização da missão foi considerada fundamental pela DIREX, por ter exigido uma coordenação estreita entre o líder das formações das aeronaves de caça com o comandante do comboio, assessorado pelo sensoriamento das aeronaves de reconhecimento, propiciando grande consciência situacional e segurança para o comboio.


FARP


A terceira novidade nesta edição foi a implementação do Ponto Avançado de Reabastecimento e Rearmamento (FARP, do inglês Forward Arming and Refueling Point). “No exercício, fizemos de duas formas: a primeira utilizando o Aeródromo de Bonito (MS), realizando o reabastecimento usando a aeronave C-105 ou SC-105 Amazonas reabastecendo aeronaves de asas rotativas, o H-36 e o H-60, onde reabastecemos diretamente dos tanques das aeronaves de asas fixas para os helicópteros. A outra forma foi utilizando viaturas do Exército Brasileiro, onde os caminhões reabasteceram os helicópteros em pontos remotos pré-planejados no terreno”, conta.

RAFE/LAFE



A última missão inédita, e cumprida na Tápio, foi a chamada Rede de Apoio à Fuga e Evasão/Linha de Apoio à Fuga e Evasão (RAFE/LAFE). “Em um cenário simulado tínhamos um piloto que ejetou em uma área hostil, além da Linha Limite de Resgate da Força-Tarefa CSAR. Esse piloto foi inserido nesta Rede de Apoio à Fuga e Evasão e, com apoio das Forças Especiais, do Exército Brasileiro, chegaria até uma região em que tal militar seria conduzido de volta para as linhas amigas”, detalha o Co-Diretor da Tápio 2022.


Vídeo: Sargento Ronan / CECOMSAER
Fotos: Sargento Bianca Viol e Sargento Viegas / CECOMSAER
Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Letícia Faria
Edição: Agência Força Aérea - Revisão: Major Oliveira Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário