Publicidade

06 julho 2022

Ares apresenta vídeo com novidades do Remax 4


A empresa Ares, do Rio de Janeiro, apresentou em um vídeo as novidades do sistema de armas Remax 4. Desenvolvido em parceria com o Centro Tecnológico do Exército (CTEx), o sistema está pronto para atender, além do Exército Brasileiro, outras plataformas.

Em abril a empresa realizou com sucesso o teste de integração na Viatura Blindada Multitarefa, Leve Sobre Rodas – VBMT-LR 4×4 LMV-BR.

Demanda


Para atender a demanda esperada para os próximos meses, a Ares tem mantido a linha de produção da estação de armas REMAX ativa, entre outras frentes de trabalho, além do desenvolvimento constante de soluções tecnológicas e do investimento em Pesquisa e Desenvolvimento.

Ano passado foram entregues 60 Remax, somando quase 300 sistemas ao Exército Brasileiro.

Além disso, a Ares tem investido ainda mais no projeto e principalmente no desenvolvimento de sistema REMAX para a produção seriada do produto; na estrutura de Suporte Logístico; na melhoria contínua de seus processos produtivos, maquinários e infraestrutura e na nacionalização de itens críticos.

A empresa mantém os investimentos constantes na atualização dos sistemas entregues, com foco principal no tratamento da obsolescência e incremento de performance

Em 2021, a Ares apresentou a nova versão do sistema Remax, o REMAX 4, desenvolvida e fabricada em parceria com o Centro Tecnológico do Exército (CTEx), que trouxe mudanças significativas como a redução da altura em 20% e do peso em 12 kg, aumento da capacidade do cofre da munição, e a possibilidade integração com outros armamentos, como lançadores automáticos de granadas e mísseis anticarro e a integração de um sistema de alerta laser.

O resultado dos investimentos realizados pela Ares já pode ser sentido, principalmente na mão de obra qualificada para o desenvolvimento de estações de armas e torres de baixo, médio e grosso calibre, o que eleva os níveis de autonomia tecnológica das Forças Armadas e, por consequência, do país.

Confira o vídeo:


Nenhum comentário:

Postar um comentário