06 setembro 2021

FAB indica Comandante do primeiro Esquadrão de Gripen

Foto: Bianca Viol / Força Aérea Brasileira

Por Humberto Leite

Gustavo de Oliveira Pascotto é um nome que estará escrito na história do F-39 Gripen da Força Aérea Brasileira. Em 19 de novembro de 2014 ele se tornou um dos dois primeiros brasileiros a voarem em um Gripen, da versão JAS-39D. Agora, o oficial aviador foi indicado para assumir o Comando do 1º Grupo de Defesa Aérea, sediado em Anápolis (GO), que deve se tornar a primeira unidade operacional de caças F-39 em solo brasileiro.

O paulista de São Bernardo do Campo está atualmente no posto de Major. O curso nos caças Gripen C/D, que durou seis meses, aconteceu entre os anos de 2014 e 2015, ainda no posto de Capitão. Antes disso, ele dominou aeronaves A-29 Super Tucano e Mirage 2000. Após voltar ao Brasil, passou a ser tripulante operacional dos F-5, empregado aqui a experiência adquirida na Suécia.

O treinamento realizado pelo Major Gustavo Pascotto ocorreu ao lado do Major Ramon Fórneas, que voou no Gripen na mesma data e também completou a formação na Suécia. Agora em 2021, outros dez aviadores foram enviados para formação os caças JAS-39D. Como a versão adquirida pelo Brasil é aprimorada, do tipo F-39E, será necessária uma adaptação.

Majores Gustavo Pascotto (mais alto) e Ramon Fórneas durante treinamento de combate BVR com caças F-5 modernizados - Foto: Paulo Rezende / Força Aérea Brasileira

O planejamento divulgado pela FAB prevê o recebimento do primeiro F-39E pelo 1º Grupo de Defesa Aérea em outubro de 2021. O ano deve ser encerrado com quatro unidades entregues. Outras sete são previstas para 2022, seis em 2023, oito em 2024, nove em 2025 e duas em 2026, completando o total de 36 aeronaves.

A primeira unidade, que está em solo nacional desde o ano passado, tem passado por testes conduzidos por pilotos da Embraer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário