16 junho 2021

Rheinland vai converter jatos Lineage 1000E da Marinha do Paquistão para patrulha marítima


Segundo o site Defensa.com, os novos aviões Embraer Lineage 1000E da Marinha de Paquistão serão convertidos em aeronaves de Patrulha Marítima pela empresa alemã Rheinland Air Systems (RAS).

Espera-se que 10 novos jatos sejam encomendadas a partir deste configuração, já tendo assinado o pedido da primeira aeronave que deverá substituir a atual frota de P-3C Orion.

A vantagem dos jatos Lineage 1000E convertidos para patrulha marítima será a autonomia (8.500 km na aeronave padrão), velocidade mais alta (Mach 0,82) e um alcance
superior, além de maior capacidade de carga e teto de serviço mais alto. Também está prevista a instalação de pontos de armas sob as asas bem como uma baia interna.

Batizada de Sea Sultan, a aeronave Lineage 1000E poderá realizar missões de patrulha marítima, Inteligência, Vigilância e Reconhecimento (ISR), Guerra de Superfície (ASuW), inteligência eletrônica (ELINT), Medidas de Apoio à Guerra Eletrônica, Comando e Controle (C2) e Busca e Salvamento (SAR).

A Rheinland Air Systems é a mesma empresa que modificou as aeronaves comerciais ATR-72 para a configuração RAS 72 ou Sea Eagle para a Marinha do Paquistão (ver imagens abaixo).

A empresa alemã incorporou o sistema de missão AeroMission aos ATR-72s modificados, um radar multimodo AESA com 360 graus de cobertura, dois suportes inferiores para armamento, sistema de lançamento de sonoboias, comunicações por satélite, datalink para transmissão de dados, sistema de proteção contra mísseis e equipamentos de guerra eletrônica para autoproteção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário