09 abril 2021

Coreia do Sul apresenta oficialmente seu caça KF-21 Boramae


A Coreia do Sul revelou oficialmente o primeiro protótipo da aeronave de caça KF-X desenvolvida localmente que será conhecida como KF-21 Boramae.

A aeronave foi apresentada nas instalações da Korea Aerospace Industries Co. (KAI) em Sacheon, em 9 de março, com bandeiras da Coreia do Sul e da Indonésia na fuselagem. A Indonésia ainda é oficialmente um parceiro de 20 por cento no programa de caça, apesar dos rumores da intenção do país de adquirir outras aeronaves, como o francês Rafale ou o americano F-15EX.

O Boramae (que significa Falcão em coreano) foi lançado um ano antes de seu primeiro voo, previsto para ocorrer em 2022.

Falando na cerimônia de inauguração, o presidente sul-coreano Moon Jae-in disse que a meta do país era colocar mais de 100 caças KF-21 em operação até 2032.


O caça de “4.5 geração” foi revelado seis anos depois que a Coreia do Sul começou a trabalhar no programa com a Korea Aerospace Industries como principal contratante. O país destinou cerca de US$ 8 bilhões para o programa que substituirá os jatos F-4 e F-5.

De acordo com declarações da KAI, o Boramae será próximo a um caça a jato de 5ª geração com capacidades comparáveis ​​às versões avançadas do F-16.

Embora a aeronave apresente um alto grau de conteúdo local, como o radar nativo Active Electronically Scanned Array (AESA), sistema infravermelho de busca e rastreamento e um conjunto de guerra eletrônica, ela depende de tecnologia estrangeira para alguns recursos. Isso inclui sistemas de seguimento de terreno e anticolisão de Israel ou mísseis ar-ar além do alcance visual da França, entre outros.

No geral, o programa se esforça para atingir mais de 60 por cento do conteúdo da indústria local.

A Coreia do Sul planeja iniciar a produção em série da aeronave assim que concluir os testes e espera ter 40 caças no serviço da Força Aérea da República da Coreia (ROKAF) até 2028.

Nenhum comentário:

Postar um comentário