01 fevereiro 2021

Exército apoia vacinação em terras indígenas isoladas no Acre

HM-1 Pantera do Exército em apoio à vacinação de indígenas no Acre

Feijó (AC) – Desde o dia 30 de janeiro, o Exército Brasileiro, por meio do 61º Batalhão de Infantaria de Selva do Comando de Fronteira Juruá (C Fron Juruá / 61º BIS), tem apoiado o transporte de agentes do Distrito Sanitário Especial Indígena Alto Rio Juruá (DSEI/ARJ) para aplicação da vacina contra a covid-19 em indígenas de aldeias isoladas. Realizada no âmbito da Operação Covid-19 com integrantes do 4º Batalhão de Aviação do Exército (4ºBAvEx), a ação ocorre a partir de base de apoio logístico no município de Feijó, usada como ponto de partida para as aldeias mais afastadas do município.

Executada em ambiente interagências, a ação conta com o emprego de aeronave HM-1 (Pantera) para conduzir enfermeiros, vacinas e insumos de saúde a aldeias localizadas em regiões de difícil acesso e que possuem indígenas recentemente contactados. Serão 30 horas de voo empregadas na ação, que tem como objetivo apoiar agentes da saúde indígena no combate à pandemia da COVID-19 no extremo ocidental do Brasil.

Além disso, militares do Destacamento Especial de Fronteira do município de Marechal Thaumaturgo/AC realizam apoio logístico ao DSEI/ARJ transportando, por meio fluvial, agentes de saúde indígena e vacinas para atendimentos a aldeias indígenas localizadas às margens do Rio Amonia, próximo à fronteira com o Peru.

Nenhum comentário:

Postar um comentário