O EPEx presente na 16ª Conferência de Gerenciamento do Ciclo de Vida na OTAN


Na cidade sede da Organização do Tratado Atlântico Norte (OTAN), Bruxelas - Bélgica, foi realizada nos dias 28 e 29 de janeiro de 2020 a 16ª Conferência de Gerenciamento do Ciclo de Vida na OTAN, versando sobre o tema “Innovation and Disruption in Life Cycle Management - Opportunities, Achievements and Lessons Learned”.

Como evento anual, a conferência e exposição internacional sobre Gerenciamento do Ciclo de Vida na OTAN (Conferência da OTAN LCM) é organizada pelo Mittler Report Verlag em cooperação com o Grupo de Gerenciamento do Ciclo de Vida da OTAN (A / C 327 ) e com o apoio do Grupo Consultivo Industrial da OTAN (NIAG) e do Fórum CALS alemão.


Estiveram presentes na conferência as delegações de diversos países como Reino Unido, Suécia, Turquia, Itália, Alemanha, Finlândia, França, Estados Unidos, Holanda, Romênia, Dinamarca, Japão, Noruega e Brasil, compostas por membros de empresas e governo. A delegação brasileira foi chefiada pelo Diretor do Centro de Apoio a Sistemas Logísticos de Defesa (CASLODE), Vice-Almirante Jayme Teixeira Pinto Filho, e acompanhada pelo Adido de Defesa e Aeronáutico do Brasil na França acreditado na Bélgica, Cel Av Fernandes.

A conferência foi organizada para um número limitado de delegados. A ênfase estava no fornecimento de um fórum em ambiente adequado para o intercâmbio dedicado de informações e discussões com líderes das forças armadas, administração pública, organizações internacionais, política e academia.


O Cap Duarte do EPEx, membro do Grupo de Trabalho 3 (WG/3) do Comitê Aliado 327 (AC/327) sobre cálculo do Custo de Ciclo de Vida para a OTAN, integrou a equipe do Exército Brasileiro, a qual era formada pelo Cel Ilha da 4ª Subchefia do EME e pelo Cel Eliezer da Diretoria de Material de Aviação do Exército.

A Conferência foi marcada pelo uso de tecnologias disruptivas para alavancar a gestão do Ciclo de vida dos produtos de defesa.

Foram apresentados produtos e cases demonstrando que o uso de tecnologias da Indústria 4.0 (internet das coisas/conectividade), Machine Learning, Data Warehouse, Enterprise Resource Planning – ERP, entre outras tecnologias da era do conhecimento, são capazes de prolongar o ciclo de vida dos produtos de defesa, diminuir custos e aumentar a disponibilidade.

A tendência mundial é que o uso intensivo destas tecnologias irá pautar o futuro do desenvolvimento e da gestão baseada no ciclo de vida dos produtos e sistemas de defesa, possibilitando aos países, que delas fizerem uso, maior agilidade e operação a custos menos elevados.

O Brasil apresentou três palestras: The Importance of the 2nd Part Audits for the Life Cycle Defense Material (Cel EB Eliézer - Diretoria de Material de Aviação do Exército); Application of a Parametric Estimation Model for the Cost Per Fligjt Hour (CPFH) of the Saab GRIPEN E/F fighter Aircraft (Maj Inf Erick - ILA); e Predicting Failure of the Brazilian Air Force TUCANO Fleet Using Survival Regression (Cap Eng Luciana Mesquita - ILA).


FONTE: EPEx

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

Primeiro caça Gripen da FAB já está a caminho do Brasil

Primeiro Gripen E da Força Aérea Brasileira – Foto: Saab O primeiro caça F-39 Gripen E brasileiro já deixou a Suécia a bordo de um navio mer...