‘Caça stealth J-20 é mais sofisticado que o F-35’, diz especialista chinês

Um J-20 com matrícula de unidade de combate

A Força Aérea do Exército de Libertação Popular da China (PLAAF) liberou pela primeira vez uma foto de um caça furtivo J-20 mostrando o número de série de uma unidade de combate, indicando que o avião de caça terminou os testes e se tornou um poderoso avião de combate para proteger o país.

Uma foto com a legenda “Um caça J-20 da Força Aérea conduz treinamento de combate real” foi divulgada pela PLAAF na quarta-feira passada, juntamente com uma declaração sobre sua crescente capacidade estratégica.


Embora o avião de combate tenha sido visto em fotos e vídeos publicados anteriormente, a foto de quarta-feira atraiu a atenção, pois mostrava um J-20 com o número de cauda 62001.

Esta é a primeira vez que um J-20 é visto com um número inicial com um “6”, informou na sexta-feira Weihutang, um programa de assuntos militares afiliado à Televisão Central da China, observando que os números de J-20s anteriormente vistos começaram com um “7”.

De acordo com a tradição da PLAAF, os números que começam com “7” indicam aeronaves pertencentes a uma unidade experimental, enquanto o “6” indica que o J-20 é afiliado a uma unidade de combate sob o Comando do Teatro Oriental, disse a Ordnance Industry Science Technology, um periódico baseado em Xi’an sobre a indústria de defesa nacional chinesa, em um artigo publicado em sua conta WeChat na Internet na sexta-feira.

Isso sugere que o J-20 já está pronto para o combate, tornando-se uma nova força importante na proteção dos céus da China, disse a revista. 


O J-20 visto de outro ângulo, com um refletor de radar “Luneburg Lens” em forma cilíndrica sob a fuselagem, que aumenta o eco no radar durante os voos de testes (clique na imagem para ampliar)

Em fevereiro de 2018, a PLAAF anunciou que o J-20 foi comissionado em suas unidades de combate, mas uma foto dele não havia sido divulgada até agora.

A divulgação da foto de um J-20 com um “6” na cauda também indica que as unidades de combate dominaram o jato de combate, disseram analistas chineses.

Fu Qianshao, um especialista chinês em defesa aérea, disse ao Global Times no domingo que o treinamento sob uma unidade de combate é diferente do realizado em uma unidade experimental.

Embora a exploração de capacidades específicas seja provavelmente enfatizada no treinamento da unidade de teste, o foco do treinamento sob uma unidade de combate inclui a prática tática, disse Fu, observando que um plano de treinamento e um manual de manutenção provavelmente também foram concluídos para a aeronave.

Fu acredita que o J-20 é agora mais sofisticado que o F-35 dos EUA.

O J-20 está listado no último white paper de defesa nacional da China como uma das novas armas de alta tecnologia que os militares chineses encomendaram.

Fu disse que a aeronave será produzida em massa e melhorada no futuro. Seus motores, design aerodinâmico, armas e sistemas eletrônicos, incluindo radar, aviônicos e sistema de controle de voo, podem ser atualizados, disse ele.

O público poderá ver o J-20 em voo sobre a Praça da Paz Celestial em Pequim durante um desfile esperado para celebrar o 70º aniversário da fundação da República Popular da China em 1º de outubro, previram analistas.

FONTE: Global Times via Poder Aéreo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

Primeiro caça Gripen da FAB já está a caminho do Brasil

Primeiro Gripen E da Força Aérea Brasileira – Foto: Saab O primeiro caça F-39 Gripen E brasileiro já deixou a Suécia a bordo de um navio mer...