Publicidade

15 abril 2022

FAB inicia desativação dos F-5 modernizados


Sete caças F-5 da Força Aérea Brasileira estão no Parque de Material de Aeronáutica de São Paulo sem planejamento para voltarem às unidades operacionais. O início da desativação desses jatos, recebidos a partir de 1975, acontece em paralelo ao recebimento dos primeiros F-39 Gripen.

A FAB já havia leiloado partes de caças F-5E adquiridos da Jordânia e que serviram de peças de reposição. Agora, além de um F-5E “jordaniano”, também estão na fila para sucateamento cinco F-5E dos primeiros lotes recebidos dos Estados Unidos e posteriormente elevados para o padrão F-5EM, incluindo o F-5EM com matrícula 4874, que serviu de protótipo para o processo de modernização do modelo. Completa o grupo o F-5F com matrícula 4806, que fez um inusitado pouso sem tripulantes após a ejeção dos pilotos, em 5 de julho de 2016.

Ao todo, a FAB recebeu 36 F-5E e seis F-5B em meados dos anos 70, 22 F-5E e quatro F-5F no fim dos anos 80 e oito F-5E e três F-5F adquiridos usados da Jordânia. O processo de modernização envolveu 49 unidades, em um longo arco temporal que se prorrogou desde setembro de 2005 até outubro de 2020. O processo envolveu tanto a recuperação das células quanto a atualização tecnológica. Isso significa, igualmente, que ainda falta muito para a despedida efetiva dos F-5 no serviço ativo da FAB, pois há unidades com menos de dez anos após a revitalização.

O índice de disponibilidade desses caças é uma informação sigilosa, porém a Força Aérea Brasileira reduziu de quatro para três o número de unidades aéreas com os supersônicos. Voavam os F-5EM/F-5FM o Esquadrão Pacau (Manaus-AM), o Esquadrão Jaguar (Anápolis-GO), o Esquadrão Pampa (Canoas-RS) e o Primeiro Grupo de Aviação de Caça (Rio de Janeiro-RJ). O Pacau foi desativado em dezembro e o Jaguar receberá seus primeiros Gripens nos próximos meses.


Chegaram os primeiros F-39


No dia 1º de abril chegaram ao Brasil as duas primeiras aeronaves de produção em série F-39 Gripen, enviadas de Norrköping, na Suécia. As duas unidades do modelo multimissão chegaram às 22 horas ao Porto de Navegantes, em Santa Catarina (SC), transportadas em um navio. O par se unirá ao F-39 já em testes no Centro de Ensaios em Voo, localizado em Gavião Peixoto (SP), mas poderão ser transferidos para o Esquadrão Jaguar tão logo seja obtida o certificado militar, que é uma espécie de licença de operação inicial do avião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário