FAB vai realizar 'checagem' no KC-390 antes de entrega

Força Aérea Brasileira receberá, durante este segundo semestre, dois aviões KC-390 da Embraer; comissão de recebimento do avião realizará um 'check-list' para a conferência


KC-390. Primeira aeronave será entregue à FAB neste segundo semestre; avião irá para base aérea de Anápolis (GO) e estará pronta para atuar em missões da Força Aérea
Foto: /Divulgação

Por Xandu Alves

A FAB (Força Aérea Brasileira) vai fazer uma checagem técnica completa nos dois primeiros cargueiros multimissão KC-390 que irá receber da Embraer. A entrega ainda não tem data definida, segundo a FAB, mas ocorrerá neste segundo semestre. A 'checagem' será realizada no próximo dia 22 em Gavião Peixoto.

Os aviões ficarão sediados na Ala 2, na cidade de Anápolis (GO), e serão entregues em condições de cumprir diversas missões.

Segundo a FAB, a comissão de recebimento do avião fará um 'check-list' para a conferência da aeronave, quando serão inspecionados todos os sistemas, equipamentos e funcionalidades.

Ou seja, todo aparato do KC-390 será conferido para posteriormente ser executado o voo de recebimento com tripulação da Embraer e do Ipev (Instituto de Pesquisas e Ensaios em Voo), órgão do DCTA (Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial). "Essa conferência é muito importante, pois caso seja detectada qualquer não conformidade, a empresa executará a devida correção para que a aeronave possa ser aceita", disse o gerente operacional do projeto KC-390, major aviador Reinaldo Alves da Silva, do Comando de Preparo.

Ao todo, 28 aeronaves adquiridas irão compor a frota da FAB, a primeira força aérea do mundo a comprar o cargueiro. O contrato é de R$ 7,2 bilhões.

Cinco unidades do avião também foram vendidas para Portugal, o primeiro cliente de exportação do cargueiro, o maior avião da Embraer.

MISSÕES

"Robusto e de alta capacidade técnica, o KC-390 se concretizou a partir do conceito e ideais de pilotos e engenheiros da FAB que almejavam superar demandas acima das já cumpridas pelo C-130 Hércules. O novo avião, considerado a maior aeronave militar desenvolvida e fabricada no Brasil, tem cumprido todas as fases de testes nas mais diversas situações", informou a FAB.

"Configurados para atuar em variados cenários e com tecnologia de ponta, os aviões cumprirão missões de transporte de cargas e de tropa, lançamento de paraquedistas, reabastecimento em voo, apoio a missões humanitárias, combate a incêndios florestais, busca e salvamento e evacuação aeromédica", diz.

Após a aeronave chegar a Anápolis, segundo a FAB, será iniciada a instrução aérea dos pilotos e tripulantes, que poderão atuar na "operacionalidade e doutrina da aeronave". Os primeiros pilotos foram selecionados conforme competências adquiridas em áreas da aviação, como caça, patrulha, reconhecimento ou transporte. Para tanto, um grupo já foi criado.

Venda de KC-390 para Portugal pode abrir portas do Pentágono para avião

A venda de cinco unidades do KC-390 para o governo de Portugal por 827 milhões de euros pode, indiretamente, favorecer a entrada do cargueiro da Embraer em mercados militares pelo mundo, incluindo o maior cliente militar do mundo, o Pentágono.

A razão é que Portugal é membro da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), aliança militar da qual os Estados Unidos também fazem parte.

Segundo a agência Sputnik Brasil, derivada da matriz na Rússia, a venda para um membro da Otan "abriu especulações de que outros membros da aliança possam vir ser novos clientes da Embraer".

FONTE: OVALE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

Hungria assina contrato para aquisição de duas aeronaves multimissão KC-390 Millennium

Budapeste, Hungria, 17 de novembro de 2020 - O Governo Húngaro e a Embraer assinaram hoje um contrato para a aquisição de duas aeronaves de...