Esquadrão Pacau – 1º/4º Grupo de Aviação, completa 72 anos


O Esquadrão Pacau (1°/4° GAV) completa 72 anos de história no dia 29 deste mês de julho. O profissionalismo e a dedicação dos seus tripulantes deram ao Esquadrão Pacau o título de “A Sorbonne da Caça”.

Como componente operacional da ALA 8 (Manaus/AM), o Esquadrão Pacau tem como missão cumprir as ações de defesa aérea, escolta e varredura, a fim de contribuir para o preparo dos esquadrões subordinados ao Comando de Preparo, como parte das Asas que Protegem o Brasil.

Criado em 1947 em Fortaleza-CE, foi ali que o Esquadrão se destacou pela tarefa de formar líderes da aviação de caça. A missão deu à capital cearense o apelido de “A Sourbonne da Caça” e à bolacha do 1°/4° GAV a imagem do bulldog Tetéu como o instrutor que avisa aos seus alunos: “Tô Lhe Manjando”.

Transferido para Natal em 2002, o Esquadrão Pacau foi a última unidade de caça da Força Aérea Brasileira a operar os jatos AT-26 Xavante.

Depois de voar com os A-28, B-25, P-47, F-80, TF-33, começou a voar os AT-26 a partir de 1973.

O 1°/4° GAV começou a ser transferido para Manaus em 2010, para voar os F-5EM modernizados pela Embraer.

Embraer EMB-326 Xavante (AT-26 na FAB)

F-5EM do 1°/4° GAV baseados em Manaus

Base Aérea de Fortaleza, nos anos 70, primeira sede do Esquadrão Pacau

Nenhum comentário:

Postar um comentário

DESTAQUE

Primeiro caça Gripen da FAB já está a caminho do Brasil

Primeiro Gripen E da Força Aérea Brasileira – Foto: Saab O primeiro caça F-39 Gripen E brasileiro já deixou a Suécia a bordo de um navio mer...